sábado, 24 de novembro de 2012

''Uma história de amor Bíblica''



Há uma história de amor na Bíblia que me fascina, voltei a relembrá-la, quando há uns dias ouvi uma mensagem intitulada : ''Uma história de amor Bíblica''. Esta mensagem realmente me tocou e espero que consiga transmitir-vos os ensinamentos que retirei ao ouvi-la.
Podemos encontrar esta história em Êxodo 2:16-22: 
16.Ora, o sacerdote de Midiã tinha sete filhas. Elas foram buscar água para encher os bebedouros e dar de beber ao rebanho de seu pai.
17.Alguns pastores se aproximaram e começaram a expulsá-las dali; Moisés, porém, veio em auxílio delas e deu água ao rebanho. 
18.Quando as moças voltaram a seu pai Reuel, este lhes perguntou: "Por que voltaram tão cedo hoje? "
19.Elas responderam: "Um egípcio defendeu-nos dos pastores e ainda tirou água do poço para nós e deu de beber ao rebanho".

20."Onde está ele? ", perguntou o pai a elas. "Por que o deixaram lá? Convidem-no para comer conosco. "

21.Moisés aceitou e concordou também em morar na casa daquele homem; este lhe deu por mulher sua filha Zípora.

22.Ela deu à luz um menino, a quem Moisés deu o nome de Gérson, dizendo: "Sou imigrante em terra estrangeira". 

Como podemos ver esse sacerdote tinha 7 filhas que faziam o habitual trabalho de casa, e que entre uma das suas tarefas estava em dar de beber ao rebanho do seu pai. Ao chegarem ao bebedouro, uns pastores expulsaram-nas não as deixando realizar a sua tarefa. Moisés, que era um príncipe, foi em auxílio delas e deu águas ao rebanho. Imaginem esta situação: Moisés, um príncipe, foi dar de beber ao rebanho. Um rapaz dos dias de hoje não seria um ''herói'' a esse ponto, de expulsar os pastores e ainda dar de beber ao rebanho. Como vemos ele comportou-se como um verdadeiro herói. Moisés apaixonou-se por Zípora, casou-se com ela com o consentimento do pai.

Muitas vezes nós perguntamo-nos quando há-de chegar o nosso príncipe e para nos arrebatar o coração. Devemos esperar! Esperar, porque no tempo de Deus vai aparecer, e quando isso acontecer vai ser uma coisa fantástica, uma coisa acerca da qual nunca nos iremos arrepender, de termos esperado.
  • Se louvarmos e procurarmos a Deus todos os dias, a pessoa de que tanto estamos à espera vai aparecer no nosso caminho sem nos dar-mos conta sequer, sem necessidade de procurar, de andar à ''caça''.

Sim, porque olhando para a sociedade onde vivemos parece que estamos numa competição. Uma competição para ver quem fica com tal rapariga ou rapaz, tratando-nos uns aos outros como meio de atingir o nosso próprio prazer e satisfação, a satisfação de dizer: eu estou numa relação!
Bom, estar numa relação não é tudo, até não estamos o suficientemente maduros, não devemos procurar entrar numa relação.
A partir do momento em que entregamos o coração a alguém, esse alguém vai ficar com um pedaço para sempre, e vice-versa. E quando chegar a altura do casamento, altura em que vamos querer dar o nosso coração por completo à pessoa que escolhemos passar o resto da vida, só nos vai sobrar fragmentos de um coração que antes estava inteiro.
Primeiro quero esclarecer um ponto, ou dois, só devemos começar um relacionamento se tivermos em vista um futuro casamento com essa pessoa, ou seja, até não estarmos maduros o suficiente para pensar nisso, não devemos namorar. Outra coisa, se a pessoa que nós ''amamos'' não é Cristã e não tem os mesmos valores que nós, devemos desistir dessa  relação, porque não é isso que nos vai fazer crescer.
Uma relação saudável é aquela em que os dois se ajudam a crescer espiritualmente e em que o principal objectivo seja louvar a Deus, mas nisso falarei noutro post :)
O pregador que apresentou esta mensagem disse um conjunto de dicas que devemos seguir enquanto esperamos pela pessoa certa, e até para nos ajudar a escolher. Eu apontei-as e espero que vos sejam muito úteis tais como foram para mim: 

1.Não entres numa relação devido à pressão exercida por outros.
  • Muitas vezes, começamos a namorar sob pressão de colegas, vemos que todos namoram e pensamos: ''Eu não sou normal! Todos namoram e estão felizes e eu aqui sozinha!'' - aí começamos a procurar e entregamo-nos à primeira pessoa que nos aparece pela frente, o que pode levar a sairmos magoados de lá, e o que acontece na maior parte dos casos, porque isso não é da vontade de Deus.
2. Não sigas o coração, mas sim a razão.
  • Deus deu-nos inteligência para alguma coisa, e se a temos devemos usá-la para um bom propósito. Existe uma expressão muito conhecida que é: O amor é cego. Esta expressão aplica-se quando usamos o coração, ficamos totalmente cegos pelo amor, e não vemos os defeitos da pessoa que é objecto do nosso amor, essa pessoa é perfeita e com certeza vou querer passar o resto da minha vida com ela. Não! Não devemos deixar que isto aconteça  devemos orar e usar a cabecinha pensadora que Deus nos deu para fazermos a melhor escolha.
3. Resolve os teus problemas espirituais com Deus antes de começar um relacionamento.
  • É fácil de perceber o porquê deste ponto, se temos problemas com a nossa fé, devemos resolvê-los o quanto antes, para o nosso próprio bem. Nunca devemos começar um relacionamento tendo estes problemas. Muitos jovens pensam: depois de casar vou ser um Cristão de verdade,  depois de casar  vou orar e ler a Bíblia todos os dias, depois de casar... este pensamento está totalmente errado! Se antes de casar não resolvemos estes problemas, depois não os vamos resolver de certeza.
4. Estabelece os teus próprios valores morais.
  • Devemos ter os nossos valores morais bem estabelecidos, para não sermos uma ''Maria vai com as outras'', todas as propostas que nos fazem, não recusamos, já que não temos opinião formada acerca do assunto. Devemos ter os nossos valores BEM estabelecidos para não sermos induzidos a erro por outras pessoas. Mais uma coisa: pensa assim: ''Irias casar-te com uma pessoa tão crente como tu?''  se a resposta a esta pergunta for não, é porque não estás a ser crente o suficiente, e não irias conseguir casar-te com alguém com a mesma fé que a tua, e isso é um problema, e voltamos ao mesmo: resolve os teus problemas com Deus antes de entrares numa relação.
5. Procura ver a pessoa com quem estás a pensar relacionar-te em situações do quotidiano.
  • Quando temos um encontro com o namorado, queremos estar perfeitas, e acredito que eles sintam o mesmo, assim, desta forma temos de ver essa pessoa em situações do dia-a-dia, ver como se comporta em diferentes sítios e com diferentes pessoas, só assim conseguimos ver realmente o tipo de pessoa que é, pois o carácter nunca muda, ele vai ser no futuro tal como é agora, e devemos pensar muito bem acerca disso.
6. Implica os teus pais nessa escolha.
  • Isto é uma coisa muito importante, um ponto fulcral. Os pais querem o melhor para os filhos e com certeza eles não irão ajudar-nos a fazer uma má escolha, são eles que vão orar conosco, orar por nós, tudo para termos a sabedoria e inteligência de fazer a escolha certa, e é super importante que os saibamos ouvir, principalmente à figura paterna neste caso.
7. Não te aproximes demais do ponto de vista físico com essa pessoa.
  • Outro ponto fulcral. Nós sabemos que somos fracos, e, como pessoas que somos temos as nossas fraquezas, e é muito fácil cair em tentação. Para evitar isso, não nos devemos aproximar muito do ponto de vista físico do namorado. O simples facto de estarmos num sitio isolado e escuro pode levar a algo mais, algo de que nos iremos arrepender sempre. 
Vimos que Moisés morava na casa de Zípora com o seu pai, e que qualquer ''descuido'' que tivesse tinha o pai dela ''à perna'', mas vimos também que Moisés ouviu os Mandamentos do Senhor, e fez a vontade de Deus e teve um relacionamento feliz e duradouro, sem separações e arrependimentos.
Moisés e Zípora tiveram uma linda história de amor de acordo com a vontade de Deus e para termos uma história de amor Bíblica não nos apressemos, quando a pessoa certa chegar, vamos saber, e se nos soubermos guardar até lá e seguirmos a vontade de Deus na nossa vida, teremos um futuro super feliz à nossa frente, e tão perfeito que nem conseguimos imaginar como vai ser.



O amor é muito mais que um mero sentimento, é uma decisão diária! Por isso, para vivermos sem arrependimentos e termos as maiores felicidades do mundo devemos esperar! Porque vale a pena esperar no Senhor!!